quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Consórcio realiza o primeiro teste de uma estação do BRT em Belo Horizonte

13/12/2012 - Constran

O Consórcio Constran/UTC – Station realizou o primeiro teste de uma estação de embarque e desembarque do BRT (transporte rápido por ônibus) na Avenida Cristiano Machado em Belo Horizonte. O BRT é um sistema de ônibus de alta capacidade que provê um serviço rápido, confortável, eficiente e de qualidade aos usuários.


Mais Notícias de Minas Gerais
Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

Neste dia, representantes do Consórcio, assim como diretores da BHTrans, da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) e o arquiteto responsável pelo projeto executivo das estações, estiveram presentes na estação escolhida pela prefeitura para a instalação do protótipo.

Na visita foi testada e aprovada a compatibilidade das estações executadas com os ônibus especiais do Sistema BRT, uma vez que os embarques e desembarques são feitos através de plataformas elevadas no mesmo nível do ônibus articulado.


Esse teste representou um marco importante no cronograma do contrato, visto que essa atividade era essencial para dar início a uma nova fase da obra. Finalizando este processo de aprovação, poderá ser colocado em produção as 37 estações compostas de 94 módulos espalhados pela Cidade de Belo Horizonte.

Informações: CONSTRAN

Uberaba tem projetos de mobilidade urbana selecionados pelo Ministério das Cidades

13/12/2012 - JM Online

O secretário de Planejamento, Karim Abud Mauad, o subsecretário Realino Augusto de Oliveira e o diretor de Transportes Coletivos, Claudinei Nunes, fizeram a apresentação dos projetos Eixo/Corredor Sudoeste e Eixo/Corredor Sudeste em reunião do PAC 2 – Programa de Aceleração do Crescimento – Mobilidade Urbana, no Ministério das Cidades, em Brasília.

A apresentação foi feita ao secretário nacional de Transporte e Mobilidade Urbana, Júlio Eduardo Santos. Karim declarou que os dois projetos foram selecionados e pré-aprovados, pois atingiram as diretrizes do Plano Diretor de Uberaba, para transporte coletivo e mobilidade urbana. Também atenderam aos objetivos do programa do governo federal, via Ministério das Cidades. O resultado oficial deve ser divulgado em dezembro.

Comunicado sobre o acatamento dos projetos pelo Ministério das Cidades, o prefeito Anderson Adauto disse que a cidade terá nos próximos anos um dos mais modernos sistemas de mobilidade urbana. "Fizemos várias ações para a melhoria do transporte coletivo, como o monitoramento e integração da tarifa. A implantação dos eixos Leste-Oeste, Sudoeste e Sudeste vão complementar o programa e beneficiar o trabalhador que usa o transporte de passageiros", destacou AA.

O Corredor Sudoeste vai complementar o Sistema BRT do Eixo Leste-Oeste ao longo dos 5,2 km de extensão, junto a Avenida Leopoldino de Oliveira. O investimento é R$ 22.802.483,00, incluindo a contrapartida do município da ordem de R$ 1.140.483,00. O projeto prevê a construção de um terminal no Jardim Copacabana e 11 estações.

O Corredor Sudeste, orçado em R$18.458.733,00, com contrapartida da Prefeitura de R$ 2 milhões, terá 3,7 km de extensão, O projeto prevê um terminal para o bairro Abadia e 9 estações, interligando-se também ao Sistema Leste-Oeste. O investimento global supera os R$ 41 milhões.

Informações: JM Online

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Mobilidade Urbana de Uberaba, MG, será concluída no próximo governo

20/12/2012 - G1 Triângulo Mineiro

'Ocorreram vários problemas', afirmou Anderson Adauto. Previsão de entrega era para dezembro deste ano

Série de fatores atrasou obras, diz prefeito
créditos: Reprodução / TV Integração

A implantação do Projeto de Mobilidade Urbana de Uberaba, no Triângulo Mineiro, prevista para ser concluída em dezembro deste ano, não será entregue no governo do atual prefeito Anderson Adauto. A conclusão das obras depende da finalização das obras de dois terminais. Segundo o prefeito, o atraso se deu por conta da chuva, problemas judiciais e no projeto. Na quarta-feira (19) foram apresentados os veículos que farão a interligação entre os terminais.

Segundo Anderson Adauto, o adiamento foi feito, oficialmente, para atender o pedido de comerciantes de evitar tumulto no centro da cidade na época do Natal. Porém, ele admitiu que teve outros motivos. "Tivemos problemas em função das chuvas, mudança de projeto e questão judicial de um dos proprietários. As estações estão sendo concluídas e no mês de dezembro todas serão finalizadas. E os terminais alguma coisa vai ficar para trás", ressaltou.

O secretário de Infraestrutura do Governo Anderson Adauto, Karin Mauad, explicou que outra parte do projeto, o de mobilidade Leste-Oeste, dará agilidade para os ônibus. No entanto, a conclusão também ficará para o próximo prefeito. "Com as outras duas linhas do sudoeste e do Beija Flor para cá e a sudeste, do Abadia para cá, são viagens mais curtas e as pessoas vindo em uma preferencial. Ganha agilidade, produtividade e, com certeza, mais passageiros", explicou.

Ainda segundo o secretário, o processo licitatório dos novos terminais está previsto para janeiro e os recursos para as obras, já estão garantidos. Dois dos ônibus, conhecidos como BRTs, chegaram à cidade e mais 10 deverão ser entregues até o fim do mês.

domingo, 6 de janeiro de 2013

Em BH, Trecho da Av. Paraná será fechado a partir de 08/01 para obras do BRT

05/01/2013 - BHTrans

As obras de implantação do BRT, sigla em inglês para Transporte Rápido por Ônibus, avançam em mais uma etapa em Belo Horizonte. A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTRANS e da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, informa que a partir da próxima terça-feira, dia 8, começam as intervenções na Avenida Paraná, nos quarteirões entre as Ruas dos Caetés e Tupis, no sentido do Mercado Central, e na Praça Rio Branco (da Rodoviária). Nesse trecho, apenas no sentido Praça da Rodoviária/Mercado o trânsito será fechado a ônibus e carros. O tráfego continua liberado para quem circula pela avenida Paraná no sentido Mercado Central/Praça da Rodoviária. O acesso às garagens e a estacionamentos particulares da via será mantido. A circulação de pedestres ficará liberada na praça da Rodoviária e nas calçadas da avenida Paraná.

Essa é a segunda etapa das intervenções para implantação do BRT na Área Central. A primeira aconteceu na avenida Santos Dumont, entre maio e novembro de 2012. Até a conclusão da obra, serão, ao todo, seis etapas de intervenções com conclusão prevista para daqui a um ano. Pelo cronograma, uma etapa das intervenções só começa quando a anterior estiver concluída. Isso faz parte de um grande planejamento elaborado com o objetivo de reduzir ao máximo os transtornos a pedestres, motoristas, usuários de ônibus e lojistas.

Donos de estabelecimentos comerciais na Avenida Paraná e nos arredores estão sendo informados, em reuniões, da necessidade das intervenções. Ao todo, 39 linhas de ônibus da BHTRANS e 45 gerenciadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) terão seus itinerários alterados nessa etapa da obra. Equipes da BHTRANS, junto com técnicos do DER, traçaram novas rotas de tráfego dos coletivos, com a criação de pontos de embarque e desembarque alternativos, próximos aos locais das antigas paradas.

Para quem circula pela região de carro e vem da Avenida Santos Dumont, a Avenida Olegário Maciel e as ruas dos Guaranis e Curitiba passam a ser opções de desvio em direção ao Mercado Central. Os novos locais de paradas dos ônibus foram definidos de forma que os usuários tenham que caminhar a menor distância possível entre os atuais pontos e os que foram criados provisoriamente. Possíveis ajustes poderão ser feitos caso se mostrem necessários. A Avenida Paraná tem um volume diário médio de 28.500 veículos, sendo que entre 18h e 19h, horário de maior movimento na avenida, passam 2.400 veículos pela via.

Informativos com o mapa das mudanças no trânsito e as alterações nas linhas de ônibus serão distribuídos à população. Os folhetos com as indicações de todas as linhas que tiveram alterações de itinerários serão entregues nos coletivos, em pontos de embarque e desembarque, nos estabelecimentos comerciais e também entre as pessoas que circulam a pé na região.

Usuários de ônibus e motoristas podem ligar para o telefone 156 (BH Resolve/BHTRANS) para esclarecer dúvidas sobre o transporte coletivo. Informações sobre a obra podem ser obtidas através do telefone 31-3277-8139. Para garantir o menor transtorno possível aos lojistas, as calçadas continuarão liberadas aos pedestres. Tapumes menores irão permitir que parte das fachadas das lojas seja preservada e, com isso, os consumidores consigam localizar os estabelecimentos.

Nessa etapa de obras, uma parte da cidade irá sentir os efeitos das mudanças no trânsito, mas, no futuro, toda a população irá se beneficiar das melhorias que o BRT irá promover na mobilidade e na qualidade de vida em Belo Horizonte. Com o BRT, as avenidas Santos Dumont e Paraná ficarão exclusivas para a circulação dos ônibus do sistema, dos pedestres e das bicicletas.

Assim, menos coletivos irão circular pela região, mas levando mais passageiros. Atualmente, nos horários de pico da manhã, 8.400 passageiros utilizam pontos de embarque e desembarque nessas duas avenidas. Com o sistema, esse número passará para 14.500 passageiros. Nos horários de pico da tarde, o número de usuários de ônibus na Paraná e na Santos Dumont subirá de 7.500 para 13.000.

VEJA AQUI ONDE VOCÊ PODERÁ PEGAR SEU ÔNIBUS

Informações: BHTrans