quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Move tem expansão concluída

14/08/2014 - O Tempo / Aqui - MG

O Move da capital ganhará, a partir do próximo sábado, oito novas linhas troncais, que serão incorporadas ao sistema de transporte nas estações Vilarinho e Venda Nova. Com a ampliação, a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) conclui a implantação de 100% do projeto nos principais corredores da cidade. A nova expansão também trará um incremento de 100 mil novos passageiros. O número representa um acréscimo de quase 30% no número de usuários atendidos diariamente.

A finalização, no entanto, acontece com dois meses e meio de atraso. Em março, no lançamento do sistema, a promessa era que todos os novos ônibus estivessem em circulação até o fim de maio. Apesar de concluir a operação dos 450 novos ônibus – 200 articulados e 250 do tipo padron – previstos na concepção do projeto, o órgão não descarta a inclusão de linhas no futuro.

"O que foi planejado está sendo concluído agora. Mas (o Move) é um sistema dinâmico, e uma ou outra linha pode ser criada depois", afirmou, durante anúncio na tarde desta quarta, o diretor de transporte público da BHTrans, Daniel Marx Couto. Ele ressaltou que ainda faltam "alguns pequenos ajustes" na Estação São Gabriel, mas não detalhou quais são as adequações.

Entre as alterações previstas para o próximo sábado está a extinção de 12 linhas semiexpressas. Elas serão substituídas por novas linhas alimentadoras (dos bairros para as estações) que darão acesso às linhas troncais (pelos corredores exclusivos) até o centro) do Move. Segundo a BHTrans, a mudança significará a incorporação de mais 168 veículos do BRT nas ruas. Por outro lado, haverá redução de 81% no número de ônibus tradicionais nas pistas mistas da avenida Antônio Carlos, no trecho entre a avenida Portugal e o Anel Rodoviário, e de 37% na Cristiano Machado, entre o Anel e a Lagoinha.

Desvio. Começa a valer nesta sexta um novo desvio para os motoristas que trafegam pela avenida Pedro I, interditada desde de julho, quando o viaduto Batalha dos Guararapes desabou. Segundo a BHTrans, a alteração permitirá fluxo melhor pela avenida. O mapa do trecho está disponível no site www.otempo.com.br.

O TEMPO mostrou

Avaliação. Na semana passada, cinco meses após o lançamento do sistema Move na capital, a reportagem de O TEMPO mostrou que apesar de muitos usuários elogiarem o conforto dos veículos, a superlotação e o tempo de espera nas estações ainda são problemas diários.

Enquete. Pesquisa feita pela reportagem nas ruas da capital com cem usuários do Move apontou que 52% dos passageiros têm uma avaliação positiva sobre o BRT, enquanto 31% tem opinião negativa, e 17%, regular.

Reclamações. Nas estações Pampulha e São Gabriel, as principais queixas foram em relação às baldeações, que, segundo os usuários, aumentaram bastante o tempo total de deslocamento pela cidade.


Abuso. Sexual. Um homem de 51 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente de uma jovem de 19 anos dentro de um ônibus da linha 50 do Move, nesta quarta. Ele foi contido por passageiros. 
 
Jornal Aqui - MG

BRT/Move ganha ampliação
Para tentar dar mais fluidez no trânsito na Avenida Pedro I e em ruas adjacentes, a BHTrans criou um novo desvio na região. Os motoristas que seguem no sentido Centro/Bairro devem pegar a Avenida Pedro I, viaduto João Samaha, Rua Dr. Álvaro Camargos, Rua Cardeal Eugênio Volpini, Rua Américo Gasparini, e retornar para a Av. Dom Pedro I.

No sentido contrário, os veículos devem passar pela Avenida Pedro I, Rua Aimoré Dutra, Rua Dr. Álvaro Camargos, Rua São Pedro do Havaí e retornar para a Pedro I.

Nesta nova etapa, as estações Cristiano Guimarães e Plantalto, que estavam fechadas, voltam a funcionar normalmente. A Estação Lagoa do Nado segue interditada. Nesta etapa do Move, 177 ônibus, que circulavam nas pistas mistas das Avenidas Antônio Carlos, Cristiano Machado, Anel Rodoviário, Avenida Vilarinho, serão retirados.

Com isso, a BHTrans busca mais fluidez no trânsito nestas áreas. A expansão do Move foi divulgado na tarde de ontem pela BHTrans. Veja no quadro abaixo como ficam as mudanças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário