quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Em Uberaba, obra do BRT também vira dor de cabeça

04/08/2013 - Hoje em Dia - BH

UBERABA – Assim como acontece em Belo Horizonte, o trânsito de Uberaba, no Triângulo Mineiro, oitavo maior município de Minas, está cada vez mais complicado. Os congestionamentos são frequentes, principalmente nos dias de semana, em horários de pico e na região central da cidade. Para tentar minimizar os transtornos, o poder público adotou como solução o transporte rápido por ônibus (BRT, na sigla de inglês).

O problema, denunciam moradores, é que o prazo para a entrega das obras já foi adiado três vezes: inicialmente, a inauguração do projeto estava prevista para dezembro de 2012 e, depois, para fevereiro deste ano. A última data anunciada foi o início do mês passado. No entanto, a promessa de colocar o BRT de Uberaba em atividade foi descumprida mais uma vez.

As reclamações não se restringem ao atraso das obras. Moradores denunciam que a avenida Leopoldina de Oliveira, principal via de Uberaba e onde foram instaladas as estações, não comporta esse tipo de modalidade de transporte.

"Trata-se de uma avenida simples, com apenas duas pistas de rolamento nos dois sentidos. O movimento de carros é intenso, e a parada de ônibus no canteiro central significaria mais congestionamentos na região. A pista do BRT deveria ser exclusiva", disse um comerciante, que pediu para não ser identificado.

Descaso

A reportagem do Hoje em Dia esteve na cidade e comprovou que as obras do BRT não foram concluídas. As estações ao longo da avenida Leopoldina de Oliveira estão abandonadas. Algumas, inclusive, foram depredadas.

Para agravar a denuncia dos moradores sobre o descaso da prefeitura com o dinheiro público, o Hoje em Dia descobriu que, mesmo com o atraso das obras, foram adquiridos ônibus específicos para esse modal. Porém, os veículos não estão sendo utilizados e estariam se deteriorando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário