segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Uberaba tem projetos de mobilidade urbana selecionados pelo Ministério das Cidades

03/12/2012 - JM Online

A apresentação foi feita ao secretário nacional de Transporte e Mobilidade Urbana, Júlio Eduardo Santos

O secretário de Planejamento, Karim Abud Mauad, o subsecretário Realino Augusto de Oliveira e o diretor de Transportes Coletivos, Claudinei Nunes, fizeram a apresentação dos projetos Eixo/Corredor Sudoeste e Eixo/Corredor Sudeste em reunião do PAC 2 – Programa de Aceleração do Crescimento – Mobilidade Urbana, no Ministério das Cidades, em Brasília, na última sexta-feira (dia 30).

A apresentação foi feita ao secretário nacional de Transporte e Mobilidade Urbana, Júlio Eduardo Santos. Karim declarou que os dois projetos foram selecionados e pré-aprovados, pois atingiram as diretrizes do Plano Diretor de Uberaba, para transporte coletivo e mobilidade urbana. Também atenderam aos objetivos do programa do governo federal, via Ministério das Cidades. O resultado oficial deve ser divulgado em dezembro.

Comunicado sobre o acatamento dos projetos pelo Ministério das Cidades, o prefeito Anderson Adauto disse que a cidade terá nos próximos anos um dos mais modernos sistemas de mobilidade urbana. "Fizemos várias ações para a melhoria do transporte coletivo, como o monitoramento e integração da tarifa. A implantação dos eixos Leste-Oeste, Sudoeste e Sudeste vão complementar o programa e beneficiar o trabalhador que usa o transporte de passageiros", destacou AA.

O Corredor Sudoeste vai complementar o Sistema BRT do Eixo Leste-Oeste ao longo dos 5,2 km de extensão, junto a Avenida Leopoldino de Oliveira. O investimento é R$ 22.802.483,00, incluindo a contrapartida do município da ordem de R$ 1.140.483,00. O projeto prevê a construção de um terminal no Jardim Copacabana e 11 estações.

O Corredor Sudeste, orçado em R$18.458.733,00, com contrapartida da Prefeitura de R$ 2 milhões, terá 3,7 km de extensão, O projeto prevê um terminal para o bairro Abadia e 9 estações, interligando-se também ao Sistema Leste-Oeste. O investimento global supera os R$ 41 milhões.

Fonte: JM Online



Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário