quinta-feira, 22 de abril de 2010

Novos ônibus na capital



  • BHTrans - 13/04/2010

  • Ventiladores, assento para obesos e vidros escuros são alguns dos itens que integram a frota, conforme as normas da ABNT 

    Ônibus com ventiladores, assento para obesos, vidros escuros originais de fábrica e piso antiderrapante. Esses são alguns dos itens que já podem ser vistos e utilizados pelos usuários de 644 veículos, correspondendo a 1/4 da frota do Sistema de Transporte Público de Belo Horizonte.

    O assento para obesos é apresentado em um banco inteiriço, sem divisões, com estofado, encosto para cabeça e localizado no salão dianteiro. Na cor amarela, como os demais espaços reservados, o assento apresenta na sua lateral o adesivo que identifica o público alvo: obesos, gestantes, pessoas com bebês ou crianças de colo e pessoas com deficiência.

    Para melhorar ainda mais a acessibilidade, o piso dos coletivos é antiderrapante e o balaustre (tubo onde o usuário se apóia com a mão) é tátil, possuindo frisos que facilitam a identificação para os deficientes visuais.

    Outro item que compõe a melhoria da acessibilidade são os novos elevadores para o cadeirante com acionamento simplificado e que também permitirão o embarque e desembarque de usuários com mobilidade reduzida. Eles disparam luzes internas e externas para alertar usuários e motoristas sobre o acesso da pessoa com deficiência no ônibus, oferecendo mais segurança no embarque e desembarque do usuário.

    Um ventilador para o motorista e pelo menos três ventiladores afixados no teto do ônibus e que também podem funcionar como exaustores oferecem mais alívio nas viagens dos dias quentes. "Os usuários aprovaram as novidades. A orientação na empresa é para usar o ventilador. Já recebi também elogios sobre os novos bancos reservados para os deficientes e obesos", conta Alexandre Carvalho, motorista da linha 8203 (Renascença/Buritis). Na empresa onde trabalha, a Rodopass do Consórcio Dom Pedro II, 122 veículos já estão circulando com os itens especificados acima.

    Os novos ônibus se enquadram nas especificações determinadas pela BHTRANS e seguem à risca as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT. "Todas as medidas visam oferecer mais conforto e segurança para os usuários e operadores", explica Rodrigo Pimenta, supervisor de Inspeção Veicular da BHTRANS.

    Também as janelas ficaram mais arejadas: a sua parte inferior era inteiriça e, agora, em muitos veículos, conta com abertura de até 20 cm. Vidros escuros originais de fábrica em boa parte dos novos veículos ajudam a amenizar o calor. As lixeiras estão mais próximas das portas e os botões de acionamento da campainha foram instalados em todos os balaustres, permitindo que o usuário os acione com maior facilidade. 

    Já os letreiros eletrônicos, que identificam o número e o nome da linha, utilizam leds nas cores amarelo âmbar ou branco, mais visível para os passageiros.  Duas tarjas coloridas afixadas no pára-brisa ajudam usuários com baixa visão a identificar o itinerário da linha. Por exemplo, na linha 8203 (Renascença/Buritis) as tarjas são azuis e amarelas. Azul indica que o ônibus circula pela Rua Padre Eustáquio e amarelo pela Avenida Amazonas e Via Expressa. "Aos poucos os usuários vão associando as cores aos itinerários das linhas que mais utilizam", esclarece Rodrigo Pimenta.

    Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing da BHTRANS, 13/4/2010. 

Imagem: Arquivo BHTRANS.

Um comentário:

  1. no texto acima é citado o ventilador, que nunca está ligado quando eu pego o onibus (com o equipamento) lotado com mais pessoas que o permitido e com um calor insuportável.

    ResponderExcluir