quinta-feira, 8 de abril de 2010

Abrigos de ônibus chegam a todas as regiões da capital

18/03/2010

Adaptados a dimensões de calçadas estreitas, mas com a mesma identidade visual dos já existentes, abrigos menores são instalados nas nove regiões da cidade 

Até o final de abril, a Prefeitura de Belo Horizonte e a BHTRANS finalizam a implantação de 680 abrigos de passageiros em pontos de ônibus em diversos bairros de todas as regiões da cidade, proporcionando mais conforto e segurança aos usuários. 

Para esses novos abrigos foi elaborado outro modelo, baseado nos existentes no centro da cidade, a fim de manter a identidade do mobiliário urbano, porém com dimensões menores, adaptados para calçadas estreitas. "Como os passeios da maioria dos bairros fora do centro da capital são menores, foi necessário fazer adaptações para atender também a esses locais", esclarece Jussara Bellavinha, diretora de Desenvolvimento e Implantação de Projetos da BHTRANS. Esses abrigos estão sendo instalados respeitando-se o Código de Posturas do município de Belo Horizonte, que estabelece a reserva de 1,5m livre para a circulação de pedestres. 

Eles começaram a ser implantados em agosto de 2009 e contavam com uma barra de encosto, conforme tinham sido elaborados. Como o encosto não atingiu o objetivo de dar conforto aos usuários e em função de pedidos da comunidade e dos vereadores, o projeto inicial foi modificado e foram colocados assentos no lugar da barra de encosto. 

Até o começo de março deste ano, foram realizadas trocas em 80 abrigos da região Oeste e 62 em Venda Nova. E ao término de abril, todos os 240 encostos já estarão substituídos.

Na Avenida Cristiano Machado, no bairro Guarani, os usuários aprovaram a substituição do encosto pelo assento. É o caso de Leonardo Rodrigues, que aguardava a linha 62 (Estação Venda Nova/Savassi via Hospitais) no ponto de parada. "Vai ficar bem melhor, especialmente para os idosos e para quem espera o ônibus aqui para ir ao Núcleo Assistencial Caminhos para Jesus", disse Leonardo. 

Outra passageira, Irani de Fátima Oliveira Domingos, também gostou da modificação e só  expressa uma preocupação: "o assento é muito bom para todos, mais para os idosos. Só espero que os vândalos não apareçam por aqui".
Para realizar esse projeto, as solicitações dos usuários foram estudadas pelos técnicos da BHTRANS, considerando-se as condições físicas dos locais e a movimentação de passageiros nos pontos de ônibus pesquisados. Um mobiliário simples e funcional foi a solução às demandas dos passageiros de ônibus, respeitando o pequeno espaço disponível nas calçadas. 

O contrato de instalação dos abrigos, firmado após realização de concorrência pública, prevê  ainda a recomposição das calçadas e instalação de piso tátil no local, de acordo com as normas de acessibilidade em vigor. "Nos lugares em que a calçada ainda é de terra, o contrato prevê a sua construção em um espaço de pelo menos 4 m²", diz Carlos Alberto Faria Gonzaga, analista da Gerência de Sinalização da BHTRANS.

Localização dos abrigos

Os locais contemplados foram definidos a partir de demandas das comunidades, apresentadas às Secretarias de Administração Regional, nas Comissões Regionais de Transportes e Trânsito, às Gerências Regionais da BHTRANS e por meio dos vereadores. Até início de março, 484 abrigos para passeios estreitos já estavam distribuídos por todas as regiões da cidade e só a Noroeste ganhou 121 abrigos, por ser área de maior malha viária de Belo Horizonte. 

Segundo um representante da Comissão Regional de Transportes e Trânsito da Regional Noroeste, os pedidos de instalação de abrigos para passageiros são frequentes e acompanhados por outras reivindicações, como melhorias nos quadros de horários das linhas de ônibus. E com relação aos pedidos de abrigos, não há distinção de faixa etária: jovens, adultos e idosos, todos solicitam abrigos.

A ampliação dos abrigos por inúmeros bairros de Belo Horizonte é resultado da política social da Administração Municipal para melhorar a qualidade de vida dos belorizontinos.

Informações nos abrigos 

Além de conforto e segurança, 230 abrigos do centro contam com informações úteis aos passageiros de ônibus. Painéis mostram mapa esquemático com os principais pontos de interesse a partir do ponto de parada, um quadro de frequência por faixa horária e o itinerário resumido da linha. A disponibilização de informações aos passageiros nos abrigos fazem parte do projeto Infoponto.

Uma pesquisa realizada com passageiros nos pontos já contemplados com esse projeto apontou um índice de aprovação de 96% em relação a essa iniciativa.

A segunda etapa de implantação do projeto vai estender a colocação paineis em abrigos dos corredores de transporte e dos principais pontos de embarque e desembarque dos bairros e seu início está previsto para o próximo mês de abril.

Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing da BHTRANS, 18/03/2010. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário